segunda-feira, 5 de maio de 2008

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO FABRÍCIO MARCHISIO CONTRIBUI COM O BLOG


Como sempre fez quando aluno, Fabrício segue contribuindo para o Blog, incentivando o retorno do funcionamento do mesmo.
Destaca-se que essa é atitude de um profissional que se qualifica todo tempo e que no início de carreira já está empregado e certamente irá crescer muito mais profissionalmente.
Obrigado Fabríco e o Blog está aguardando sempre tuas ótimas contribuições.
Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho – 28 de abril, 2008

2008: Minha vida, meu trabalho, meu trabalho com segurança – Gestão do risco no meio laboral

O Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho é uma campanha internacional destinada a promover tanto a saúde e a seguança no trabalho como o trabalho decente. Assim como nos anos anteriores, este ano se organizarão atividades em todo mundo. Na página web da OIT, encontram-se vários produtos destinados a apoiar estes esforços.

A OIT estima que 6.000 trabalhadores morrem todo dia no mundo por causa de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, cifra que parece estar aumentando. Além disso, cada ano se produz uns 270 milhões de acidentes de trabalho mortais (que resultam em um mínimo de três dias de afastamento do trabalho) e 160 milhões de casos novos de doenças profissionais. A OIT estima que o custo total destes acidentes e doenças equivalem a 4% do PIB global, ou mais de vinte vezes o montante glogal destinado à ajuda para o desenvolvimento.

A segurança e saúde no trabalho é motivo de preocupação em todo mundo para os governos, os empregadores, os trabalhadores e suas famílias. Algumas empresas são por natureza mais perigosas que outras, porém os imigrantes ou outros tipos de trabalhadores marginais correm mais riscos de sofrerem acidentes e problemas profissionas de saúde, devido ao pouco recurso financeiro que os obriga a aceitar trabalhos pouco seguros.

Fonte: www.ilo.org



Vantagens para as empresas de uma boa segurança e saúde no trabalho


A segurança e a saúde no trabalho é importante para as empresas, para constituir uma obrigação legal e social. As empresas valorizam o fato de a SST prevenir lesões e doenças dos trabalhadores resultantes do trabalho, mas ela é também um elemento fundamental do êxito de uma empresa.


Porque é a SST uma vertente essencial de uma boa empresa? A segurança e a saúde no trabalho:

· contribui para demonstrar que uma empresa é socialmente responsável;

· protege e reforça a imagem de marca e o valor da marca;

· ajuda a aumentar a produtividade dos trabalhadores;

· reforça o compromisso dos trabalhadores para com a empresa;

· cria mão-de-obra mais competente e mais saudável;

· reduz os custos para a empresa e as quebras de produção;

· permite que as empresas correspondam às expectativas dos clientes em matéria de SST; e

· incentiva os trabalhadores a permanecerem na vida ativa durante mais tempo.

Qualquer empresa pode obter benefícios consideráveis do investimento em SST. Melhorias simples podem aumentar a competitividade, a rentabilidade e a motivação dos trabalhadores. A aplicação de um sistema de gestão da SST garante um enquadramento eficaz para prevenir ou minimizar acidentes e problemas de saúde.

Fonte: http://osha.europa.eu/



LER E DORT: Síndromes crescem entre os trabalhadores brasileiros pela falta de prevenção


Ainda são poucas as empresas que recorrem à ajuda profissional para oferecer ambientes de trabalho propícios aos seus colaboradores. Os resultados são negativos e envolvem desde o afastamento do trabalhador até os processos trabalhistas.


Quem nunca ouviu falar nas LER - Lesões por Esforços Repetitivos - ou nos DORT - Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho? LER e DORT são conceituados como um conjunto de síndromes que atacam os nervos, músculos e tendões, especialmente dos membros superiores e do pescoço. São síndromes degenerativas e cumulativas e sempre acompanhadas de dor ou incômodo, provenientes não somente da atividade ocupacional intensiva, mas também de atividades realizadas sob intenso stress.

O termo LER - Lesão por Esforços Repetitivos é coletivo, utilizado para denominar uma síndrome da atividade ocupacional excessiva, que abrange uma gama de condições caracterizadas por desconforto ou dor persistente nos músculos, tendões etc. Entretanto, sabidamente nem todas as patologias estão relacionadas aos movimentos repetitivos, pois existem outros fatores biomecânicos causais - como esforço físico proveniente de levantamento constante de peso -, além dos fatores psicofísicos e sociológicos, que atuam sobre o problema. Por tais razões, estudiosos recomendaram que este termo fosse abandonado e se passasse a usar o termo DORT - Distúrbios Osteosmusculares Relacionados ao Trabalho, pois numa primeira fase ocorrem os distúrbios, com sintomas como fadiga, peso e dor nos membros e somente depois aparecem as lesões.

Fonte: www.viaseg.com.br



Medidas de controle podem eliminar inalação de poeiras dos trabalhadores de pedreiras

Devido ao sistema utilizado na exploração de pedreiras, os trabalhadores ficam expostos à poeira (sílica). Essa exposição respiratória nem sempre é notada, pois não possui cor, cheiro e é infimamente pequena, mas seu dano pode ser irreversível, porque não é percebido durante anos de inalação.


Nas pedreiras visitadas foram analisados: a concentração do agente químico, o limite de tolerância detectado, as conseqüências da inalação, o ambiente de trabalho e o cumprimento da NR-22. O monitoramento do ar nestes locais é de vital importância para a saúde do trabalhador, através do qual poderá ser avaliada a concentração de poeira respirável e da sílica cristalizada, fazendo com que medidas preventivas e/ou redutivas sejam tomadas para solucionar o problema.

O cumprimento da NR-22 garante a prevenção da silicose, tratando sobre a obrigatoriedade do monitoramento do ar respirável e oferecendo meios para que as empresas estabeleçam um programa de prevenção destacando também os deveres dos empregadores e trabalhadores. A mineração é uma importante forma de extrativismo mineral, expondo o trabalhador à poeira, por isso, necessita de medidas que visem suprimir o risco e garantir a saúde, fazendo com que medidas de controle ambiental ajam na prevenção, diminuindo a poeira na fonte. A falta de conscientização quanto às conseqüências do risco ocupacional pode ser erradicada através de um trabalho de prevenção no âmbito da Engenharia de Segurança do Trabalho. A aplicação da NR-22, que traz grandes avanços na prevenção de acidentes e doenças ocupacionais do setor de extração mineral também pode auxiliar, uma vez que orienta, tanto o empregador como o trabalhador para ações de prevenção que deverão ser implementadas nas mais diversas atividades da mineração, com reflexos positivos na melhoria das condições de trabalho e contribuindo para a redução de acidentes.

Fonte: www.protecao.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Live Vídeo

AVISOS e DICAS

====================================================
Envie matérias para o Blog do Gerson Rocha: blog.gersonrocha@gmail.com
Questões Jurídicas: adv.gersonrocha@gmail.com
====================================================
VEJAM NOVOS ARQUIVOS PARA DOWNLOAD:

ASSISTAM AS MINI AULAS:
1. Ato Inseguro - Prof. Gerson Rocha
2. Mapa de Riscos - Prof. Gerson Rocha


=====================================================
POSTAGENS
=====================================================