Live Vídeo

AVISOS e DICAS

====================================================
Envie matérias para o Blog do Gerson Rocha: blog.gersonrocha@gmail.com
Questões Jurídicas: adv.gersonrocha@gmail.com
====================================================
VEJAM NOVOS ARQUIVOS PARA DOWNLOAD:

ASSISTAM AS MINI AULAS:
1. Ato Inseguro - Prof. Gerson Rocha
2. Mapa de Riscos - Prof. Gerson Rocha


=====================================================
POSTAGENS
=====================================================

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

O TRABALHO COMO FONTE DE PRAZER E DE SOFRIMENTO

Transcorre agora com tradução simultânea a Conferência Magna proferida pelo Dr.Christophe Dejours do Conservatoire National des Arts et Métiers.O III ENAS E II FSM que ocorre em Brasília -DF.A abordagem de Dejours diz do Sofrimento e 'trapaças' que o trabalhador usa para se aliviar desse sofrimento que é silencioso e próprio do trabalho real na 'real'. O saber fazer está também no que é invisível no trabalho, como seus aspectos subjetivos e o próprio sofrimento. Dejours avança ao trabalho subordinado ao outro e às chefias. Um trabalho onde há o exercício de poder e é particionado em tarefas.As regras práticas e a obediência zeram o poder pois se é o trabalhador obediente às condições importas para que o poder ser exercido? No trabalho coletivo é necessário o consenso e as decisões não podem ser tomadas pela autoridade. O acordo do grupo torna-se uma regra prática de trabalho, uma regra social que organiza a sensibilidade, os modos de viver no trabalho, o que nem sempre é compatível com as regras estabelecidas pelas direções. Essas são algumas sugestões do grande Dejours na tentativa maravilhosa em desnudar o mundo real do trabalho, que envolve o nosso corpo, alma, emoções e o fazer real dentro da realidade da vida. A retribuição pelo trabalho não se estabelece apenas de forma material mas faz-se necessário a retribuição pelo reconhecimento. Quando discursamos por melhores condições de trabalho, buscamos ambientes saudáveis e seguros. Mais tarde, mais notícias do evento.mas Dejours me deixou aliviado, pois com toda sua experiência e ilustração disse que esteve insone. 'com medo' de nós, a platéia. Assim estarei calmo na sexta, quando ministrarei palestra e oficina de Mapa de Riscos. Até logo com mais notícias. Por Gerson Rocha
--------------------------------------------------------------
Ovi Mail: Making email access easy
http://mail.ovi.com/

2 comentários:

Anônimodisse...

Oi Prof.!

Creio que para sermos bons profissionais é importante usarmos um pouco de psicologia,como no trabalho coletivo ao qual o Dr. Dejours aconselhou e o sr. mencionou. O sucesso esta na união e na certeza que devemos ter um bom relacionamento entre colegas e chefes, para isso podemos ser pessoas simples a ponto de sabermos recuar na hora de uma decisão imposta pelo grupo " mesmo que eu não concorde ", ser autêntica(o) com decisões sábias quando o grupo esta em dúvida, etc.
Resumindo prof....só teremos prazer no trabalho se tivermos amigos,pois passamos a maior parte de nossas vidas com colegas e não com nossos familiares. Portanto a arrogância, abuso de autoridade,subestimar colegas e funcionários só levam aos poucos uma empresa a falência e a insatisfação pessoal de todos, ocasionando mais acidentes de trabalho.
Estou acompanhando as suas matérias e assim aprendendo sempre!
Como diz meu professor Gerson...se dominas o assunto, não terás medo da platéia!
Boa sorte prof!
Elisa TST 204

Gerson Rocha disse...

OI Elisa, muito bons teus comentários. Aprendemos também exercitando opiniões e externando-as. Estou tentando noticiar o que venho achando mais interessante, brincando de repórter e usando a ferramenta da web para o bem...hehehe
Um abraço e assim que tiver outras novidades, publicarei via celular mesmo.
Um abraço

Postar um comentário

 
© Copyright by Blog do Gerson   |  Template by Blogspot tutorial