Live Vídeo

AVISOS e DICAS

====================================================
Envie matérias para o Blog do Gerson Rocha: blog.gersonrocha@gmail.com
Questões Jurídicas: adv.gersonrocha@gmail.com
====================================================
VEJAM NOVOS ARQUIVOS PARA DOWNLOAD:

ASSISTAM AS MINI AULAS:
1. Ato Inseguro - Prof. Gerson Rocha
2. Mapa de Riscos - Prof. Gerson Rocha


=====================================================
POSTAGENS
=====================================================

domingo, 1 de maio de 2011

UM AMOR, meu amor, de poesias também nasci e vivo...

Cartões de amor Landa e Guaracy0001Cartões de amor Landa e Guaracy0002
Cada dia que passa na vida é possível uma surpresa. A questão é estarmos aptos a ela, não permitindo que os dias sejam comuns e os momentos os mesmos, sem arriscarmos qualquer possibilidade de experimentar.
Cartões de amor Landa e Guaracy0004   Cartões de amor Landa e Guaracy0003
Ontem minha mãe mostrou dois cartões de amor, escritos um em 1933 e outro em 1934 pela Minha Avó para o Meu Avô.
Vó Landa 2008Peças de uma história de amor que depois de quase 80 anos, repercutem em meu coração de forma contundente, me enchendo de esperanças de que alguém, ao ler isto, se permita pegar uma caneta, um papel, e nele por seu pensamento de carinho, o desejo de alegrar alguém em especial, num cartão, num resto de papel e esperanças de que um mundo melhor entre nós é possível.
Minha Avó Yolanda, hoje com 94 anos, linda como sempre, desejou em palavras escritas com caneta tinteiro, em cartões enfeitados, de forma elegante e sensível, seu amor, sua dedicação ao que fora seu marido e companheiro por mais de seis décadas.
Vô Guaracy jpeg
Lembro dos cuidados de meu Avô com minha Avó.  O Vô Guaracy ( do tupi kwara'sy, "sol") sempre foi muito carinhoso e protetor com sua amada, assim que me lembro dos dois.
Minha avozinha depois de 80 anos, me faz lembrar que de alguma forma tenho sua genética amorosa. Ela sempre foi amorosa comigo, mas devo estar em dívidas com ela devido a distância que os dias e a vida corrida nos impõe e possivelmente um certo egoísmo e acomodação.
De qualquer forma, Um Amor dedicado trinta anos antes do meu nascimento, está na minha história, pois dele, oito anos após nasceu minha mãe amada, 30 anos depois nasci e acabo por me certificar que o amor é eterno, dura a vida e sua fonte em Deus e Jesus,  é inesgotável e corremos o eminente risco de nos contaminarmos irreversivelmente com ele.

E se minha Avozinha escreveu um poema de amor ao Meu avô...

"Eu quizera nesse dia
Por entre risos e flores
Mostrarte minha alegria
Por entre sedas de amores"
Em 09/11/1934 - Aniversário de 21 anos do meu Avô.

....sem saber, escrevi há alguns anos uma poesia para o meu amor, que é cada vez mais verdadeira, ei-la novamente aqui neste Blog.

PEDIDO 

Gerson Rocha© 

Peço a Deus que não me deixe dormir 
Se ao teu lado estiver 
Quero cada segundo te mirar 
E o tempo não faz mais nenhum sentido 

Peço a Deus que se eu dormir 
Acorde um pouco antes de ti 
Poderei te ver linda roubando meu travesseiro 
E sentir o cheiro do amor da madrugada 

Peço a Deus que te proteja sempre 
E permita que eu possa estar contigo 
Sempre e tanto quanto eu possa merecer 
E que teu amor me abençoe todo tempo 

Peço a Deus ainda que se eu dormir antes 
Que seja no teu colo, sob tua mão e olhar 
Que se eu acordar depois, ganhe teu beijo a me despertar 

Peço ainda que se um dia eu não mais acordar 
Que a vida já tenha passado inteira e feliz e toda 
E que eu volte a Ele como Ele me mandou 
Que eu, pelo teu amor, volte feliz como cheguei.



E eu renasci novamente ao tocar e ler essas preciosidades.......

1 comentários:

Lisa disse...

Que linda história dos seus avós! Antigamente o amor era mais verdadeiro, existia o respeito mútuo, valorização familiar...hoje, temos que rezar para que as coisas andem um pouquinho só parecido como era antes. Pois a juventude de hoje ri quando falamos de amor, isto para mim não é motivo para risos e sim de lamento!
Bem, eu como uma mulher romântica...choro toda vez que leio seu poema.
Vejo que a genética realmente é fundamental...mas é novo para mim ser também no romantismo! Abraço prof.!

Postar um comentário

 
© Copyright by Blog do Gerson   |  Template by Blogspot tutorial